Pesquisar este blog

Seguidores do Nosso Bloguinho - Mural Blogger

segunda-feira, 5 de abril de 2010

MEEK E EU

Margarete Solange....................

Pelo branco,
Mesclado, dourado:
Labradores parecidos,
Eu diria tal e qual,
Mesma cor, tamanho igual.
Primeiro nasceu o mais travesso,
O cãozinho que John escolheu.
Depois, o filhotinho assustado,
O labradorzinho que agora é meu.
Marley and John
Meek e Eu.
Marley era americano,
Meek late em português,
Nasceu em Natal,
Mora no Brasil.
O outro ficou velho
E morreu.
Eu chorei feito criança,
Como se Marley fosse meu.
Marley e Meek...
Ambos indisciplinados,
Ainda assim muito amados.
John escreveu sua história
Ao lado do pior cão do mundo:
Marley, demolidor, desastrado.
Meek foi poetizado,
Manso e brincalhão,
Vive feliz ao meu lado.






Fonte: 
Margarete Solange. 
Inventor de poesia infantil: 
fantoches e poesias
Queima-Bucha, 2010
 Ilustração de Jorge Davi 
*   *   *

8 comentários:

  1. Amei a ilustração da escritora com Meek.Eu vou pirar com esses cachorros,tem hora que eu não sei quem é quem.Agora apareceu Marley.Não é para endoidar?Estou sentindo muita falta de algo sobre meu pequeno e franzino Isaque,por onde anda este menino?Creio que deva ter poesia pra ele também.Uma vez você me deu para ler algo de Rafaela,muito engraçado por sinal,ri bastante e disse que ela também tinha jeito pra coisa,não tanto quanto nossa escritora quase famosa,mas,lembro que era bom.

    ResponderExcluir
  2. O caso é o seguinte, Nad... Existe um livro chamado “Marley e Eu” que conta a história de um cão igualzinho a Meek: Labrador de pelo branco com umas partes douradas. Sendo que Marley era mais desastrado. Adorei esse livro, ri, chorei... Muito bom. Tem o filme também, mas o livro sem duvida é muitíssimo melhor.

    ResponderExcluir
  3. Agora sim,é que estou um pouco desmemoriada,acho até que vi o filme.

    ResponderExcluir
  4. Não li o livro, mas vi o filme. Ficou legal explicar a história dos dois cães através de uma poesia. Achei bem explicado.

    ResponderExcluir
  5. Gostei de tudo. A poesia é linda, o cachorro é demais. E as fotos fui eu quem tirei,até que tá... legal. Ô cachorrada bonita.

    ResponderExcluir
  6. Gostei muito da Poesia. Marley já era um adulto, gostava muito de fazer bagunça e já Meek era brincalhão.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito dessa poesia falando de caozinho. Gosto muito de cachorro, não importa a raça, sendo grande ou pequeno não faz diferença de nada. Gosto muito.

    ResponderExcluir