Pesquisar este blog

Seguidores do Nosso Bloguinho - Mural Blogger

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

REX VIDA-BOA

de Margarete Solange
Ilustração de Jorge Davi
Cachorrinho afortunado,
Esse Rex vida-boa.
Não tem raça,
Mas tem graça,
Não vive na rua à toa,
Tem casa bonita,
Coleira e xampú.
Sabe como agradar,
Procura quem se esconde,
Brinca de pegar.
Em troca de carinho
Fica de pé ou
Sentado...
Dá a patinha e
Faz mortinho, o levado.
Esse cãozinho vira a lata,
Mas não vive na rua à toa,
Se foge sabe voltar.
Só come ração,
E biscoitos pra cão.
Mesmo sem raça
É cheio de graça,
Sabe se comunicar,
Pra dizer o que quer,
Só falta falar.

11.05.05


Fonte: Margarete Solange. 
Inventor de poesia infantil: 
fantoches e poesias
Queima-Bucha, 2010
*Nas últimas páginas desse Livro, 
encontram-se relatos de uma pesquisa 
na qual crianças de 10 a 12 anos apresentam 
criticas e sugestões sobre as poesias da autora.

4 comentários:

  1. Rex cachorro vida boa, tem muita gente que queria ser tão vida boa quanto ele hehehe

    ResponderExcluir
  2. Owwnn, tenho uma dessa aqui em casa!

    umagarotapeculiar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. ô cachorrinho da vida boa.
    O bichinho nem tá mais aqui.

    ResponderExcluir